O Museu Nacional de Soares dos Reis tem integrada nas suas colecções uma série de 26 pequenas placas de esmalte de Limoges provenientes do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, com a representação de cenas da paixão de Cristo.

As imagens nelas representadas são adaptadas da série de gravuras chamada da “Pequena Paixão” da autoria de Albrecht Dürer.
As séries de placas de esmaltes com representações das cenas da Pequena Paixão de Dürer ou nela inspiradas existem em colecções públicas e privadas em vários países da Europa.
Tradicionalmente atribuída ao Século XVI e às oficinas de Limoges, a produção destas séries tem vindo a ser ao longo dos anos objecto de discussão, sendo frequentes as reclassificações quer em termos de autoria quer de datação.
A sua documentação é difícil, sendo muito raras referências concludentes anteriores ao Século XIX.
Ao fim de alguns anos de debate hoje tende a atribuir-se em termos globais ao século XIX, e a uma produção de carácter mais industrial, a maior parte das séries conhecidas.
A série de placas pertencente ao Museu destaca-se não só pela excelente qualidade de execução mas também por ser, entre as suas congéneres europeias, uma das mais completas e uma das poucas documentada em data anterior ao Século XIX.
O Laboratoire du Carroussel do Museu do Louvre tem vindo a desenvolver estudos sobre a tecnologia do vidro, e dispõe de um equipamento de análise PIXE e PIGME (emissões de raios X e Gamma induzidas por partículas), método habitualmente utilizado na análise de vidros e por isso também adequado à análise do esmalte.
A utilização desse equipamento é financiada pela União Europeia (programa europeu EU-Artech).
Em resultado de uma candidatura a esse financiamento, o Museu pôde em Janeiro de 2008 fazer analisar e consequentemente datar com precisão a sua série de esmaltes. O processo permitiu, além do aprofundamento no conhecimento destas peças, a sua divulgação em contexto internacional tecnicamente especializado. O Museu Soares dos Reis prepara agora a publicação, não só do relatório das análises feitas, mas também dos estudos comparativos desenvolvidos com algumas das mais significativas séries europeias.