No âmbito do projecto de investigação científica sobre os “Estudos de Proveniência de Vidros Portugueses” desenvolvido pelo Núcleo do Departamento de Conservação e Restauro da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa foram analisadas algumas peças da colecção de Vidros do MNSR em Abril do ano anterior.
Para integrar este estudo foram seleccionados 33 peças da colecção de Vidros atribuídos às manufacturas da Real Fábrica de Vidros de Coina e da Real Fábrica de Vidros da Marinha Grande. Para o efeito foi deslocado para o museu um equipamento portátil de Espectrometria de Fluorescência de Raios X. O projecto, ao qual se associaram outros Museus, visa caracterizar os vidros manufacturados na Fábrica de Vidros de Coina e na Fábrica da Marinha Grande, cujas classificações são de difícil distinção.